Dia de Finados: porque evangélicos não acendem velas aos mortos?

COMPARTILHE

Como sabemos, todo dia 2 de novembro é celebrado no Brasil inteiro pela tradição católica o dia de Finados.

O dia de Finados é onde todos os católicos vão prestar homenagem, ascender velas, levar flores e rezar por seus entes queridos.

Detalhes

A celebração ganhou força mesmo a partir do ano 998 D.C, iniciada por Santo Odilon, mais conhecido por Odílio, abade do mosteiro Beneditino de Cluny, França.

Odílio determinou que os monges rezassem por todos os mortos, tanto conhecidos ou desconhecidos, religiosos ou sem religião, não importasse de onde eram ou de que época eram.

O resultado foi que 4 Séculos depois o Vaticano adotou o dia 2 de novembro como o dia de Finados (ou dia dos mortos), para toda a Igreja Católica.

Evangélicos e o Dia de Finados

Se você é evangélico e visita o cemitério no dia 2 de novembro no dia de finados movido pela saudade do seu(s) ente(s) querido(s), não há nada de errado e Deus jamais consideraria isso pecado.

O que não é lícito para os evangélicos seria fazer como os demais fazem, que seria acender velas e rezarem pelos seus entes queridos.

Tudo isso porque não existe apoio bíblico para sustentar esse comportamento.

COMPARTILHE