Um cristão divorciado pode casar normalmente com outra mulher? Saiba aqui

COMPARTILHE

Deus considera o casamento algo muito importante. Aos Seus olhos, quando duas pessoas se unem, estão assumindo um compromisso que deve durar para o resto de suas vidas.

No entanto, nas últimas décadas, muitos casais não têm conseguido viver a altura destes ideais, abrindo mão da união, ocasionando a separação e o divórcio.

Na Bíblia diz: “Todavia, aos casados mando, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido.

Se, porém, se apartar, que fique sem casar, ou que se reconcilie com o marido; e que o marido não deixe a mulher.”  (I Coríntios 7 : 10,11)

Acontece que muitos cristãos interpretam tal trecho de forma equivocada e literal, compreendendo que todo cristão não deve se separar de seu cônjuge ou, em caso de separação, não poderá se casar novamente.

Mas, será que esta é a verdadeira mensagem da Bíblia? Um cristão divorciado não pode se casar com outra pessoa?

A verdadeira mensagem sobre a separação

Acredita-se que no versículo acima, Paulo se referia às pessoas bem casadas, que por determinada razão decidiram se separar e viver sozinhas (para melhor servir a Deus).

A mensagem diz a estes cais que se mantivessem juntos, ou que estando sozinhos e optando deixar o celibato, retomassem o relacionamento anterior.

Todavia, se reconciliar com alguém pela qual não se nutre um sentimento de amor, é outra forma de prostituição, afinal casamento e qualquer outra coisa que não possua amor não vale nada para Deus.

“E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”  (I Coríntios 13 : 3)

E quanto a questão da traição? Muitos cristãos acreditam que o divórcio só deve ser permitido em casos de adultério.

Mas, será que um indivíduo que está casado com alguém sem amor passaria o resto de sua vida sem cometer traição, ainda que de maneira subjetiva?

“Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.”  (Mateus 5 : 28)

Conclusão:

Quando a separação se torna a única alternativa entre o casal, o melhor a se fazer é realmente o divórcio, para que tanto o homem quanto a mulher possam recomeçar suas vidas, desde que a mesma seja voltada ao Senhor.

COMPARTILHE